Flavia Aranha

Blog

Quando acontece a criação?

Qual o caminho de uma roupa até ela chegar nas araras da nossa loja? Quantas mãos e quantas histórias cabem nela durante essa, até então, breve vida? Quantas outras histórias ela irá acolher? Quais corpos e afetos a acompanharão em sua trajetória? Por quantas gerações ela irá ser resignificada? E, depois, para onde ela vai?

Essas perguntas permeiam  nosso processo criativo.  A inspiração vem do processo e acontece no processo. São as singelas banalidades cotidianas que ganham formas, texturas e protagonismo em pedaços de tecido que viram roupa, memória, proteção e beleza.

Muitos traços, alfinetes, dedos furados. Tesouras em atividade. O vapor do ferro de passar, a marca do cabide que segura a roupa na arara antes de uma prova de modelagem.

Água fervendo, planta na água. Calor, movimento. Muitas mexidas depois, varal. Sol, chuva, tempo. 

Bordados, alinhavos, histórias. 

Cúrcuma, Catuaba, erva mate, guaraná.

Brasil, mundo. 

A criação acontece na mais harmônica oganização do caos.  Desafios, desencontros e angústias se acomodam nas mais belas  descobertas e superações. Como no lindo encontro da cor com a fibra. Para além dos nossos olhos, no momento em que tecido e cor dançam na água, suas moléculas se atraem como amores imperfeitos. E é nessa imperfeição apaixonada que estética e função se entrelaçam. 

E, quando prontas, as nossas roupas nos lembram da nossa humanidade, do longo caminho percorrido até aqui. Da dualidade inerente à nossa existência. E por isso nos acolhe, nos conforta, nos adorna e nos empodera. 

Te convidamos para compartilhar com a gente mais um pedaço dessa jornada. 

Nossas novas roupas - Coleção Solar .

A partir dessa semana, aqui no blog iremos contar cada etapa do desenvolvimento. Todos os deliciosos encontros e parcerias, os desafios e reflexões.

Com carinho,

Flávia e equipe.

Flavia AranhaComment